Amuletos

|



O amuleto é um objeto (figura, medalha, figa, etc.) que algumas pessoas(muitas, acredite) carregam consigo,acreditando que esse tipo de objeto pode não só trazer boa sorte,como também afastar males,feitiços,entidades negativas,mau olhado,outras coisas,significam força, ao qual se atribui um poder místico que estão ligados com sua forma e a simbologia que os mesmo representam,tenho a impressão que todo mundo usa algum tipo de amuleto,as vezes até sem saber que é um amuleto,na minha confusa definição de amuleto,um amuleto pode ser qualquer objeto(roupa,colares,anéis,pedras,etc)impregnado de magia,seja pela natureza,ou pelas bênçãos de algum sacerdote,ou até mesmo,por você mesmo,parece que o uso de amuletos existe desde que existe fé em algo divino ou superior a nós seres humanos,seja como for,ainda não achei nenhum artigo,filme,livro,ou estudioso que pudesse dizer quando exatamente iniciou-se o uso de amuletos.Os amuletos no Brasil são mais usados por pessoas pertencentes a religiões afro brasileiras ou derivadas da cultura indígena,ou por pessoas que simplesmente aprenderam isso ou aquilo com suas avós,(a maior parte da população nacional)assim como simpatias,banhos de ervas,etc,e mesmo aqueles que se dizem católicos,acabam usando algum tipo de amuleto,o crucifixo por exemplo,ou o rosário, mas um católico verdadeiro não deveria usar esses objetos como amuletos,já que isso vai totalmente contra a doutrina católica que é contra adoração e fé em objetos e ídolos,para os católicos mais praticantes ou ortodoxos o crucifixo em si mesmo não pode nada,serve apenas para representar e nos lembrar o sacrifício de Jesus Cristo por nós(ao ser crucificado)e seu imenso amor,e os rosários e terços,imagens e pinturas de santos católicos,incluindo ai a Virgem Maria(mãe de Jesus)e do próprio Cristo servem como material de divulgação da doutrina católica,e como exemplo para nos lembrar que devemos tentar levar uma vida em santidade assim como os santos representados nessas imagens. Existem muitos tipos de amuletos,usados para os mais diversos fins,alguns para proteção pessoal,outros para proteção do lar,do carro,do ambiente de trabalho,etc.O nosso povo brasileiro extremamente supersticioso,sempre prefere prevenir do que remediar,existem pessoas que carregam mais de 3 ou 4 tipo de amuletos no corpo de uma só vez,tipo,figa no bolso,escapulários e crucifixos no pescoço,trevo de 4 folhas na carteira patuás na bolsa,pelo menos aqui no Brasil as pessoas realmente acreditam que alguns objetos são sagrados e devem sim serem usados como amuletos,a maioria dessas pessoas nem sabe direito o que está usando ou fazendo ,mas as vezes a fé é tanta que a coisa acaba funcionando,não que duvide do poder mágico presente em alguns objetos,eu realmente acredito,mas acho que o que realmente faz acontecer,o que nos protege ou nos auxilia a alcançar algo,é a fé presente no coração humano,é o acreditar no impossível,no sobrenatural,como disse Jesus"se tiveres fé poderás mover montanhas"ou algo assim,não lembro direito,mas acredito,mesmo sem saber se foi ele mesmo quem falou,quer dizer,eu não tava lá não ouvi,mas tá escrito na biblía,e mesmo que não tenha sido Jesus que disse isso,creio que isso é realmente o essencial pra fazer as coisas acontecerem:FÉ.....mas voltando ao assunto dos amuletos,existem em todo mundo objetos diversos usados como amuletos,cada cultura tem os seus amuletos mais populares,cada qual com sua serventia,eu conheço alguns amuletos bem populares,mas os que mais atraem minha curiosidade são a cruz,e o pentagrama,não quero desmerecer outros objetos e símbolos sagrados,mas o pentagrama e a cruz me despertam a curiosidade pelo ar de mistério envolto em suas origens,por isso não se chateiem se eu falar mais desses dois objetos que de outros,mais sinto uma necessidade maior de estudar e compartilhar dados sobre eles,então se alguém ler esse artigo e souber de mais alguma coisa além do que está escrito aqui nessa minha postagem,por favor me conte,vamos trocar figurinhas e assim distribuir o conhecimento.......bem voltado aos símbolos e objetos sagrados,ou amuletos se você preferir chamar assim,vamos a definição de alguns deles começando é claro pela cruz.


cruz

<span class=
A cruz como conhecemos hoje em sua forma mais popular,é o crucifixo,que representa a crucificação de Jesus Cristo,e apesar de alguns dizerem que ele foi pregado num madeiro(?)e não numa cruz,foi o crucifixo que se tornou o maior símbolo do Cristianismo,durante o período após a crucificação de Jesus Cristo os primeiros cristãos eram perseguidos e assassinados por isso eles não podiam professar sua fé publicamente,então eles se organizavam e reuniam-se às escondidas em cavernas e túmulos para orarem,conversar,ou fazer sei lá o que o fato,e'que como o assassinato era certeza caso descobrissem sua fé,os próprios cristãos não conheciam uns aos outros era um risco muito grande se declarar cristão,mas eles precisavam interagir entre si,então eles usavam símbolos para se identificar,por exemplo,dois caras se encontravam numa esquina e não sabiam a religião um do outro,então um desenhava no chão um peixe(referente ao milagre de Jesus da multiplicação de peixes) ou uma cruz(referente a crucificação própriamente dita) ,se o outro cara desenhasse um desses dois símbolos, tranquilo,mas se acaso o outro cara desenhasse um gato ou outra coisa qualquer,o melhor que o cristão tinha fazer era sair correndo,porque certamente o outro individuo iria entregá-lo as autoridades ou matá-lo ali mesmo.Mesmo o peixe e a cruz sendo os principais símbolos usados pelos primeiros cristãos,apenas a cruz ficou como símbolo maior do cristianismo,talvez,pela brutalidade que ocorria em uma crucificação,talvez por acreditarem que o sacrifício de Jesus ao se entregar sem resistência para ser crucificado foi um grande exemplo de amor a humanidade(alias eu no lugar dele não faria isso,eu ia era sair correndo,talvez a história não ficasse tão bonita,mas eu ia fugir sem nem pestanejar),ou por qualquer outro motivo que ninguém me contou ainda,o fato é que sendo usada como amuleto ou apenas simbolo de fé e sacrifício,é a cruz o símbolo sagrado que impera no cristianismo,só sendo seguia de perto pela óstia e o vinho(que representam o corpo e sangue de cristo,lembra da santa ceia?) O Crucifixo cristão é a de dupla travessa, também chamada de Cruz Episcopal ou Patriarcal, que nesta cruz na travessa superior mais curta, tem uma tabuleta que foi pregado com a inscrição I.N.R.I., que significa Iesus Nazarenus Rex Iudaeorum (Jesus de Nazaré, Rei dos Judeus), e referido na história do cristianismo.Mas antes mesmo de Cristo nascer,já existiam outras cruzes de modelos e significado,diferentes ou no mínimo curiosos.A palavra cruz (†) do grego Staurós e do latim Crux, o modelo que conhecemos melhor e mais usamos é uma figura geométrica formada por duas linhas ou barras que se cruzam em um ângulo de 90°, dividindo uma das linhas, ou ambas, ao meio. As linhas normalmente se apresentam na horizontal e na vertical; se estiverem na diagonal, a figura é chamada de sautor, ou aspa. A cruz é um dos símbolos humanos mais antigos e é usada por diversas religiões, principalmente a cristã, embora nem todos os cristãos a usem como símbolo, pois consideram que Jesus Cristo foi pregado em um madeiro. Ela normalmente representa uma divisão do mundo em quatro elementos (ou pontos cardeais), ou então a união dos conceitos de divino, na linha vertical, e mundano, na linha horizontal Na subcultura Gótica, este símbolo geralmente representa tortura ou angústia,talvez esta definição tenha o sentido original, já que em Roma antes mesmo da morte de Cristo, era usado para esta finalidade. Uma das formas de condenação à morte consistia em atar ou pregar condenados em uma cruz, fazendo os mesmos padecer terrivelmente.Não se sabe quando a primeira cruz foi feita; depois dos círculos, as cruzes são um dos primeiros símbolos desenhados por crianças de todas as culturas. Algumas das imagens mais antigas de cruzes foram encontradas nas estepes da Ásia Central e algumas em Altai. A cruz na velha religião altaica chamada Tengriismo simboliza o deus Tengri; ela não era uma cruz alongada, lembrava mais um sinal de adição (+). Os primeiros livros cristãos da Armênia e da Síria traziam evidências de que a cruz se originou com povos nômades do leste, possivelmente uma referência aos primeiros povos turcos. Em velhos templos armênios, algumas influências de estilo turco são encontradas nas cruzes. foram achados muitos objetos, anteriores à Era Cristã, marcados com cruzes de feitios diferentes, em quase cada parte do mundo antigo. A Índia, a Síria, a Pérsia e o Egito produziram todos inúmeros exemplos, ao passo que em quase toda a parte da Europa se encontraram numerosos casos, datando desde a parte posterior da Idade da Pedra até os tempos cristãos. O uso da cruz como símbolo religioso em tempos pré-cristãos e entre povos não-cristãos provavelmente pode ser considerado como quase universal, e em muitíssimos casos ligava-se a alguma forma de culto da natureza. Muitos estudiosos consideram que a cruz teria sido adotada pelo cristianismo por seus próprios méritos, devido às suas conotações metafísicas, porém alguns historiadores sugerem que a cruz surgiu originalmente de um símbolo pagão: A forma da [cruz de duas vigas] teve sua origem na antiga Caldéia e foi usada como símbolo do deus Tamuz (tendo a forma do Tau místico, a letra inicial de seu nome)naquele país e em terras adjacentes no Egito. Por volta dos meados do 3ºséc. A.D, as igrejas ou se haviam apartado ou tinham arrematado certas doutrinas da fé cristã. A fim de aumentar o prestígio do sistema eclesiástico apóstata, aceitavam-se pagãos nas igrejas, à parte de uma regeneração pela fé, e permitia-se-lhes em grande parte reter seus sinais e símbolos pagãos. Assim se adotou o Tau ou T, na sua forma mais frequente, com a peça transversal abaixada um pouco, para representar a cruz de Cristo.» A cruz como um símbolo cristão entrou em uso pelo menos no segundo século e à marcação de uma cruz sobre a testa e do tórax foi considerado como um talismã contra os poderes dos demônios.
Entre diversos estilos de cruzes destaca-se a Ankh, conhecida também como cruz ansata, era na escrita hieroglífica egípcia o símbolo da vida. Conhecido também como símbolo da vida eterna. Os egípcios a usavam para indicar a vida após a morte. Hoje, é usada como símbolo pelos neopagãos. A forma do ankh assemelha-se a uma cruz, com a haste superior vertical substituída por uma alça ovalada. Em algumas representações primitivas, possui as suas extremidades superiores e inferiores bipartidas.
<span class=






Pentagrama
<span class=
Um pentagrama (do grego antigo πεντάγραμμος) é uma estrela composta por cinco retas e que possui cinco pontas. Na língua portuguesa, pentagrama significa uma palavra com cinco letras. Também é, em música, as cinco linhas paralelas que compõem a partitura. Ao pentagrama são atribuídos vários significados esotéricos. Originalmente símbolo da deusa romana Vênus foi associado a diversas divindades e cultuado por diversas culturas. O símbolo é encontrado na natureza, como a forma que o planeta Vênus faz durante a aparente retroação de sua órbita.Trata-se de um dos símbolos pagãos mais utilizados na magia cerimonial pois representa os quatro elementos (água, terra, fogo e ar) coordenados pelo espírito, sendo considerado um talismã muito eficiente.O pentagrama é conhecido também como o símbolo do infinito, já que é possível fazer outro pentagrama menor dentro do pentágono regular do pentagrama maior , e assim sucessivamente.Possui simbologia múltipla, sempre fundamentada no número cinco, que expressa a união dos desiguais. Representa uma união fecunda, o casamento, a realização, unindo o masculino,o 3, e o feminino, o 2, simbolizando ainda, dessa forma, o andrógino. O pentagrama (estrela de cinco pontas, dentro de um círculo) é o símbolo da religião Wicca. Assim como a cruz é para o cristianismo e o hexagrama é para os judaísmo, o pentagrama é para os wiccanos. Atualmente, muitos Wiccanos usam um Pentagrama no pescoço, como símbolo de orgulho da sua religião, representando a sua fé e também mostra-se útil para que os Wiccanos se reconheçam entre si. Mas deve-se deixar claro que isso não é nenhuma obrigação.
<span class=
Muitos praticantes da religião Wicca usam o Pentagrama também pelo fato de ele ser considerado um amuleto de proteção, além de mostrarem assim, seu respeito aos Deuses e aos Cinco Elementos da natureza. Cada ponta do pentagrama representa um dos Cinco Elementos da Natureza: Ar, Fogo, Água, Terra e Akasha (espírito). Os adeptos à religião Wicca crêem que tudo foi criado a partir dos cinco elementos. Por isso, no treinamento para o sacerdócio wiccano, o domínio dos elementos é visto como o primeiro ato para a iniciação. Além do seu significado primordial, dos cinco elementos, o pentagrama também representa o corpo humano (os 4 membros e a cabeça); sendo assim conhecido como "estrela do microcosmo" (pequeno universo), que simboliza o(a) mago(a) dominando o espírito sobre a matéria, inteligência sobre instintos, mente sobre o corpo. Nos rituais da religião Wicca, além de ser um dos símbolos da deusa, o pentagrama às vezes é usado como símbolo da terra, outras vezes para consagrar os instrumentos ritualísticos, objetos e amuletos. O pentagrama utilizado na religião Wicca pode ser feito de qualquer material (metal, madeira, argila, vidro, etc.) e até desenhado em pedaços de pano ou mesmo no chão. Muitas pessoas que se intitulam satanistas usam o Pentagrama invertido (com duas pontas para cima), afirmando significar o triunfo da Matéria sobre o Espírito, ou a vitória do Mal sobre o Bem. Ainda que, originalmente, o Pentagrama com duas pontas para cima já aparecia, no paganismo pré-cristão, como um dos símbolos da Grande Mãe (pela semelhança com um canal vaginal, um útero e duas trompas). Assim sendo, o pentagrama invertido possui significados paralelos. Num dos mais antigos significados do pentagrama, os Hebreus designavam como a Verdade, para os cinco livros do Pentateuco (os cinco livros do Velho Testamento, atribuídos a Moisés). Na Grécia Antiga, era conhecido como Pentalpha, geometricamente composto de cinco As. O pentagrama também é encontrado na cultura chinesa representando o ciclo da destruição, que é a base filosófica de sua medicina tradicional. Neste caso, cada extremidade do pentagrama simboliza um elemento específico: Terra, Água, Fogo, Madeira e Metal. Cada elemento é gerado por outro, (a Madeira é gerada pela Terra), o que dará origem a um ciclo de geração ou criação. Para que exista equilíbrio é necessário um elemento inibidor, que neste caso é o oposto (a Água inibe o Fogo). A geometria do pentagrama e suas associações metafísicas foram exploradas por Pitágoras e posteriormente por seus seguidores, que o consideravam um emblema de perfeição. A geometria do pentagrama ficou conhecida como A Proporção Divina, que ao longo da arte pós-helênica, pôde ser observada nos projetos de alguns templos. Era um símbolo divino para os druidas. Para os celtas, representava a deusa Morrighan (deusa ligada ao Amor e a Guerra). Para os egípcios, era o útero da Terra, mantendo uma relação simbólica com as pirâmides. Os primeiros cristãos tinham o pentagrama como um símbolo das cinco chagas de Cristo. Desse modo, visto como uma representação do misticismo religioso e do trabalho do Criador. Também era usado como símbolo da comemoração anual da visita dos três Reis Magos ao menino Jesus. Ainda, em tempos medievais era usado como amuleto de proteção contra demônios. Durante o longo tempo de Inquisição, o pentagrama simbolizou a cabeça de um bode ou do diabo, na forma de Baphomet, o mesmo que a Igreja acusou os Templários de adorar. Assim sendo, o pentagrama passou de um símbolo de segurança à representação do mal, sendo chamado de Pé da Bruxa. Assim, a perseguição da Igreja fez as religiões antigas se ocultarem na clandestinidade. Ao fim da era das Trevas, as sociedades secretas começam novamente a realizar seus estudos sem o medo paranóico das punições da Igreja. Ressurge o Hermetismo, e outras ciências misturando filosofia e alquimia. Floresce então, o simbolismo gráfico e geométrico, emergindo a Renascença numa era de luz e desenvolvimento. O pentagrama agora, significa o Microcosmo, símbolo do Homem de Pitágoras representado através de braços e pernas abertas, parecendo estar disposto em cinco partes em forma de cruz (O Homem Individual). A mesma representação simboliza também o Macrocosmo, o Homem Universal, um símbolo de ordem e perfeição, a Verdade Divina. Agrippa (Henry Cornelius Von de Agrippa Nettesheim), mostra proporcionalmente a mesma figura, colocando em sua volta os cinco planetas e a Lua no ponto central (genitália) da figura humana. Outras ilustrações do mesmo período foram feitas por Leonardo da Vinci, mostrando as relações geométricas do Homem com o Universo. O pentagrama voltou a ser usado em rituais pagãos à partir de 1940 com Gerald Gardner. Sendo utilizado nos rituais simbolizando os três aspectos da deusa e os dois do deus, surgindo assim a nova religião Wicca. Desse modo, o pentagrama retoma sua força como poderoso talismã, ajudado pelo aumento do interesse popular pela bruxaria e Wicca, que à partir de 1960, torna-se cada vez mais disseminada e conhecida. Essa ascensão da Wicca, gera uma reação da Igreja da época, chegando ao extremo quando Anton LaVey adota o pentagrama invertido (em alusão a Baphomet de Levi), como emblema da sua Igreja de Satanás, e faz com que a Igreja Católica considere que o pentagrama (invertido ou não) seja sinônimo de símbolo do Diabo, difundindo esse conceito para os cristãos. Assim naquela época, os Wiccanos para se protegerem dos grupos religiosos radicais, chegaram a se opor ao uso do pentagrama. Até hoje o pentagrama é um símbolo que indica ocultismo, proteção e perfeição. Independente do que tenha sido associado em seu passado, ele se configura como um dos principais e mais utilizados símbolos mágicos da cultura Universal.

Obs:A maior parte do conteúdo sobre o pentagrama foi retirado do site :spectrum



Existem muitos outros simbolos mágicos e /ou amuletos populares,entre os mais conhecidos e usados no Brasil eu postei uma pequena definição sobre alguns deles,até mesmo porque muitos deles são bastante conhecidos pela cultura popular,aquela passada de pais e avós pra seus filhos e netos.Os que destaco aqui são:



Estrela de davi
Photobucket

simboliza proteção. É usado como talismã de proteção contra inimigos visíveis e invisíveis. Também conhecida como Estrela Cigana e Estrela de David. A Estrela Cigana é o símbolo dos grandes chefes ciganos. Possui seis pontas, formando dois triângulos iguais, que indicam a igualdade entre o que está à cima e o que está a baixo. Representa sucesso e evolução interior.



trevo de 4 folhas
Photobucket
É o símbolo mais tradicional de boa sorte. Trevo de quatro folhas: traz felicidade e fortuna. Quando se encontra um trevo de quatro folhas na natureza, podem-se esperar sempre boas notícias(o dificil é achar um).



Patuá
Photobucket
O Patuá é um amuleto muito utilizado por pessoas ligadas ao Candomblé, o amuleto é feito de um pequeno pedaço de tecido na cor correspondente ao Orixá ,ao qual é bordado o nome do Orixá e colocado um determinado preparo de ervas e outras substâncias atribuídas a cada Orixá. A pessoa utiliza o Patuá especifico do seu Orixá no bolso da sua vestimenta,dentro de carteiras de cédulas, bolsas para obter proteção e sorte do seu Orixá.



Contas dos Orixás
Photobucket
A Conta do Orixá ou como também é conhecida por Guia, é um colar de miçangas(como os usados pelas médiuns na foto acima) confeccionado obedecendo padrões religiosos, como banho de determinadas ervas e escala hierárquica dentro da Religião do Candomblé, as cores das Contas de Orixá varia conforme a cor determinante de cada Orixá, por exemplo uma conta feita com miçangas brancas é atribuída a Oxalá. A utilização destes amuletos se faz como um colar, colocados preferencialmente no pescoço, ou guardados dentro de bolsa, ou mesmo no bolso da vestimenta, sua função é basicamente de proteção do Orixá



Figa
Photobucket
É um objeto ,feito de diversos materiais e diversos tamanhos quando confeccionada para utilização pessoal é feita em tamanho pequeno, e são utilizadas para fazer a figa plantas muito utilizadas para afastar coisas ruins, como a planta conhecida por Guiné e a planta muito conhecida à Arruda , o objeto confeccionado transformado em Figa apresenta a forma de uma mão fechada, com o polegar entre o indicador e o dedo médio, sua origem é Africana e foi bastante difundida principalmente em locais no Brasil onde é grande esta descendência , utiliza-se para afastar os espíritos maus , também é bastante variada a sua utilização ,desde peças de bijuterias , em locais das residências , estabelecimentos comerciais, entre outros locais.



Carranca
Photobucket

É um objeto ,feito principalmente de madeira, com tamanho variável a escultura apresenta características de um ser fantástico, com detalhes muito fortes, devido a forma como é retratada, com grandes dentes pontiagudos e olhar de uma criatura muito feroz, sua utilização se faz como proteção contra espíritos maus , pois segundo muitas pessoas que utilizam a Carranca , ao se deparar com uma criatura tão monstruosa e aparentemente feroz, o espírito mau se assusta e foge, é bastante evidenciada nas proas dos barcos na Região do Rio São Francisco , e em frentes das residências,estabelecimentos comerciais e etc.

Bentinho ou Escapulário
Photobucket
É uma tira com pequeno quadrado com dois lados que podem ser de pano bento, com oração escrita, ou imagem de Jesus, Nossa Senhora, ou Santos da Igreja Católica, em que as pessoas utilizam e que se trazem pendentes para diante e para trás do pescoço para dar sorte e terem proteção contra o mal.


Medalhas e Medalhões
Photobucket
São peças que na sua grande maioria com forma arredondada, e que trazem a imagem de Jesus Cristo, Nossa Senhora ou Santos da Igreja Católica, a forma de utilização na grande maioria dos casos é amarada no pescoço, também é utilizado em algum local como dentro de bolsas, carteira de cédulas, e etc. Muito utilizado para dar proteção contra o mal.



Ferradura
Photobucket
Um dos amuletos bastante utilizados, principalmente na Zona Rural, a ferradura de animal, como cavalo é colocada presa atrás da porta principal da casa, para segundo a tradição popular, afastar espíritos maus das residências das pessoas que possuem este amuleto. Sua utilização no Brasil foi por intermédio dos Europeus , que já tinham costume de utilizar a ferradura e passaram a utilizá-la também no Brasil.



Pata de Coelho
Photobucket
Este amuleto constitui de uma pata de coelho empalhada, que é utilizada de varias maneiras, a pata de coelho é atribuído o poder de atrair muita riqueza e sorte em tudo relacionado ao dinheiro.(como não achei uma imagem só com o pé do coelho,postei o coelho inteiro,mas por favor não matem coelhinhos para arranca suas patinhas)



Fitinhas de Santos
Photobucket
Quem nunca amarrou uma fitinha benta no braço?As fitinha de Santos são bastante utilizadas, principalmente no Brasil por ser um País de grande número de pessoas Católicas, a Fitinha têm uma particularidade entre os outros tipos de amuletos, pois ela é utilizada também como forma de corrente religiosa entre um pedido feito a determinado Santo, e a sua proteção e ajuda na realização do pedido, segundo a cultura popular a Fitinha, que pode ser de diversas cores, é amarrada ao pulso três vezes fazendo-se o pedido e deixando a Fitinha presa até partir sozinha sendo um sinal que o pedido será realizado, atualmente ela também é utilizada em diversos locais para atrair proteção, locais como em automóveis, residências, bolsas, bolso, e etc..



Obs: A definição dos amuletos mais populares e conhecidos foi retirada do site:Brasil Folclore

Espero ter colaborado um pouco para seu conhecimento sobre amuletos,mesmo que você não acredite muito em sorte,é sempre bom receber uma ajudinha divina.

9 comentários:

Matheus, Jô e Sylvia disse...

Os Amuletos e a Fé Cristã


O Dicionário Aurélio diz: AMULETO é “pequeno objeto (figura, medalha, figa, etc.) que, desde a mais alta antiguidade, alguém traz consigo ou guarda por acreditar em seu poder mágico passivo de afastar desgraças ou malefícios”; FETICHE é “objeto animado ou inanimado, feito pelo homem ou produzido pela natureza, ao qual se atribui poder sobrenatural e se presta culto”; SUPERSTIÇÃO é “sentimento religioso baseado no temor ou na ignorância, e que induz ao conhecimento de falsos deveres, ao receio de coisas fantásticas e à confiança em coisas ineficazes”. A Enciclopédia Britânica diz que AMULETO é ”designação genérica de diferentes objetos aos quais se atribui a virtude mágica de guardar ou proteger quem o porta. Usados tradicionalmente para afastar o azar e trazer sorte”. SUPERSTIÇÃO – “É uma atitude de espírito, crença ou prática mágico-religiosa para as quais não há explicação lógica e que se baseiam na convicção de que certos atos, palavras, números ou objetos trazem males, benefícios, azar ou sorte. As superstições, de modo geral, podem ser classificadas como religiosas, culturais e pessoais”.
Dentre os diversos tipos de amuletos (olho de boto ou do peixe-boi; a ferradura, a meia-lua, a estrela-de-davi) a figa é o que alcançou maior popularidade. Usada para combater a esterilidade e o mau-olhado, é representada por uma mão humana fechada com o polegar entre os dedos indicador e médio. Enfim, amuleto é uma figura, medalha ou qualquer objeto portátil, qualquer coisa a que supersticiosamente se atribui virtude sobrenatural para livrar seu portador de males materiais e espirituais, e para propiciar benefícios nessas áreas.
Ao aceitarmos o senhorio de Jesus, recebemos o Espírito Santo (1Co 6.19 Ef 1.13); nossos pecados são perdoados (Atos 10.43; Rm 4.6-8); somos recebidos como filhos de Deus (Jo 1.12); se somos filhos, logo somos também herdeiros de Deus e co-herdeiros de Cristo (Rm 8.17); passamos da morte espiritual para a vida espiritual (1 Jo 3.14); somos novas criaturas (2 Co 5.17); o diabo se afasta e não nos toca (Tg 4.7; 1 Jo 5.18); não estamos mais sujeitos às maldições (Jo 8.32,36); podemos usar o nome de Jesus para curar enfermos e expulsar demônios (Mc 16.17-18); a salvação nos leva a um relacionamento pessoal com nosso Pai e com Jesus como Senhor e Salvador (Mt 6.9; Jo 14.18-23); estamos livres da ira vindoura (Rm 5.91 Ts 1.10), além de outras bênçãos.
Em razão disso, somente o retorno voluntário ao pecado poderá alterar a nossa situação diante de Deus. O uso de qualquer objeto, seja no corpo, seja em nossa casa, não melhora em nada a nossa condição de filho, de herdeiro, de abençoado, de isento das investidas do diabo. Objetos não expulsam demônios, não quebram maldições, não substituem o poderoso nome de Jesus.
O nome de Jesus não pode ser substituído por um objeto ou um produto industrializado. O uso de amuletos evidencia não uma atitude de fé, mas de falta de fé. Deus não opera por esse meio, sejam cordões, pulseiras, pirâmides, cristais, velas ou qualquer outro produto. A Bíblia não apóia tal prática. A atitude de fé é o esperarmos no Senhor e nEle confiarmos. Alegremo-nos no Senhor e Ele nos concederá os desejos do nosso coração (Salmos 23.1; 37.4-7).

continua no próximo comentário...

Matheus, Jô e Sylvia disse...

continuação...

A nossa confiança deve ser depositada no Senhor. “Bem-aventurado o homem que pôe no Senhor a sua confiança” (Sl 40.4). Se dividirmos a nossa fé entre Deus e os amuletos, estaremos coxeando entre dois pensamentos. Não é esta uma manifestação de fé, mas de incredulidade, de dúvida nas promessas de Deus. E a dúvida é inimiga da fé (Mt 21.21). “Abraão não duvidou da promessa de Deus, deixando-se levar pela incredulidade, mas foi fortificado na fé, dando glória a Deus, estando certíssimo de que o que ele tinha prometido também era poderoso para cumprir” (Rm 4.20-21). Abraão creu na promessa de que seria pai de muitas nações. Aguardou confiantemente. Não apelou para objetos, amuletos, cordão, pulseiras, vassoura atrás da porta.
Os amuletos, longe de serem veículos de bênçãos, podem trazer maldições, porque a fé não está centralizada exclusivamente em Deus. Podemos ler Isaías 13.1 assim: Ai dos que confiam no poder místico dos amuletos, mas não atentam para o Santo de Israel, nem buscam ao Senhor. O uso de amuletos pelo povo de Deus equivale a tomar o caminho de volta para o Egito. As nossas superstições foram deixadas no esquecimento. Não precisamos limpar nossos olhos com óleo ungido para não vermos as coisas do mundo. Nós, pela ação do Espírito em nossas vidas, já morremos para essas coisas, para o sistema mundano, para o pecado. O Espírito que em nós opera não nos permite colocar coisas impuras diante de nossos olhos (Salmos 101.3).
Os objetos, ou qualquer tipo de material seja sólido ou líquido, do reino mineral ou do reino vegetal, não servem para aumentar a fé dos cristãos. O que transmite fé, o que proporciona fé, o que dá origem à fé, é a palavra de Deus (Rm 10.17). Jesus não distribuiu qualquer tipo de objeto para melhorar a fé de seus ouvintes. Nos primeiros passos da Igreja, vemos Pedro e demais apóstolos anunciando insistentemente o Cristo vivo, e falando com paciência dos mistérios de Deus e das palavras de Jesus. E todos se enchiam de alegria, e milhares aceitavam o Evangelho. “Disse-lhes Pedro: arrependei-vos, e cada um seja batizado em nome de Jesus Cristo, para perdão dos pecados. E os que com grado receberam a sua palavra foram batizados, e naquele dia agregaram-se quase três mil almas” (Atos 2.38-41).
O uso de amuletos é incompatível com a vida cristã e não proporciona prosperidade material ou espiritual a ninguém. Quem deseja viver uma vida de paz e de abundância deve buscar “primeiro o reino de Deus e a Sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas” (Mt 6.33; Jo 10.10). Para viver a sua fé o cristão não precisa de figas, de cordão de ouro, varinha mágica, porque as maldições não prevalecem contra nossas vidas. “Como o pássaro no seu vaguear, como a andorinha no seu vôo, assim a maldição sem causa não encontra repouso” (Pv 26.2). A maldição nos alcança se não estivermos sob a proteção de Deus, se não confiarmos nEle, se estivermos em pecado.
A fé cristã rejeita o uso de qualquer objeto com o propósito de obter favores espirituais ou evitar a influência demoníaca. Do Egito já viemos. Das superstições já nos libertamos. Do jugo do opressor já estamos livres. Da Babilônia espiritual já saímos. Cristo quebrou na cruz todas as amarras, grilhões, embaraços; quebrou os fortes laços que nos prendiam ao mundo das trevas (Gl 3.13). Um irmão escreveu num fórum de debate: “Deus nos fez livres, livres de contatos físicos para O sentir, livres de pontos de apoio, para crer, livres de toda e qualquer espécie de superstição e amuletos, livres para crer num Deus que tudo supre, tudo faz, tudo opera naqueles que o amam”.
Quando estávamos na ignorância espiritual, fazíamos uso de incensos e defumadores para afastar os maus espíritos. A Bíblia nos dá a receita: “Submetei-vos, pois a Deus. Resisti ao diabo, e ele fugirá de vós” (Tg 4.7).
“Cristo nos libertou para que sejamos de fato livres. Estai, pois, firmes e não torneis a colocar-vos debaixo do jugo da escravidão” (Gl 5.1).

Fonte: http://www.secrel.com.br/usuarios/aecosta/amuletoscrista.htm

cris bonfim disse...

Oi Matheus e familia!
sejam bem vindos e viva o livre arbitrio!lembram dele ñ?
deixei o espaço de comentários desse MEU blog aberto a qualquer usuário,que quiser deixar um recado,opinião,seja lá o que for,por isso seus comentários(quase posts)ficarão ai,mas quero lembrar-lhes q a web é um espaço democrático,ñ escrevo nada pra influenciar a opção religiosa de niguém,mas ñ acho bonito,pessoas CRISTÃS,desviarem(ou tentarem)o foco de meus artigos,estive um tempo sem postar nada devido a mudança de endereço residencial,e fiquei feliz em saber q alguém andou lendo algo q escrevi,mas isso aqui é um blog,ñ um fórum,nem um tópico do orkut,muito menos a casa da mãe joana,respeito seu ponto de vista,mais o meu post se trata de um assunto cultural,ñ quero orientar a fé de ninguém,apenas comparar as diversas manifestações religiosas presentes em nossa cultura,e tenho a leve sensação de q o irmão,anda tentando me ricularizar,se assim for por favor,pra que vc ou vcs ñ se sintam ofendidos,simplesmente parem de ler meu blog,pois escrevo pra quem quer trocar informações de forma saudavel,quando eu quero ler a a BIBLIA SAGRADA,leio aqui em casa onde tenho mais de 3,e onde estudo desde criança,por favor entenda,ñ quero ofender niguém,mas esse ñ é objetivo de meu blog,aqui quero partilhar idéias,ñ debate-las diretamente como se estivesse num duelo de palavras,como vc se sentiria se eu entrasse em seus blogs e escrevesse coisas que vc acha incoerente com os assuntos que vc publica?pensa nisso.....

Matheus de Oliveira Souza disse...

Cris,
Perdoe-me se pareceu querer ridicuralizá-la, mas não foi o caso.
Apenas postei no comentário um estudo para te mostrar o que realmente os amuletos representam, que é afastar os homens de Deus, fazendo depositar sua fé em objetos em vez do Deus Vivo...
Creio que se leres o estudo com cuidado, sem olhos raivosos, compreenderás a verdade.
Quanto a "mãe joana", sinto muito em lhe dizer que tudo o que você colocar em seu blog,("MEU blog" como se referiu) passa a ser de sua autoria, ou melhor, você "assina embaixo" de tudo que postares. Aguente a crítica e saiba digerir posições contrárias a sua, pois assim como reagiste parece aquelas meninas mimadas que não podem ser contrariadas...
E sobre "...mas isso aqui é um blog,ñ um fórum,nem um tópico do orkut,muito menos a casa da mãe joana,respeito seu ponto de vista..." fique tranquila pois eu não esperava muito mesmo de alguém que se diz cristã e tem no perfil "Signo astrológico: Leão, Ano do zodíaco: Cachorro".
Está faltando você aprender o verdadeiro amor de Jesus e jogar fora as amizades do mundo, pois quem é amigo do mundo é inimigo de Deus...

Espero que tu se convertas verdadeiramente a Jesus Cristo.

Saiba que estarei sempre disponível para você, e se preferir, entre em contato por email para não deixarmos comentários públicos.
Um abraço

Matheus

cris bonfim disse...

Matheus querido,de formei fiquei enraivecida,fiquei sim,magoada,...e ao contrário da imprenssão que tivestes,ñ sou de forma alguma uma menina mimada(nem sou mais menina,tenho plena consciência do que é e pra que serve um blog,esse ñ é o meu primeiro,tenho blog, a mais de 4 anos,e tbm sei,que o que posto é de minha responsabilidade,mas acho msm,e lamento,q o irmãozinho,ñ entedeu uma virgula de nada,no MEU blog,eu manifesto sim,minhas opiniões pessoais,mas quando falo de assuntos pessoais,o que ñ foi o caso dessa postagem,essa postagem foi pra mostrar de uma forma simples manifestações culto-religiosas,que vc tem q admitir estão nesse mundo bemmmm antes de mim de vc(inclusive a astrologia,q ao contrário de alguns pensam,ñ é uma manifestação religiosa,mas um estudo baseado na movimentação dos corpos celeste ou astros se preferir,e como isso pode afetar nosss vidas,se acredito q é verdade ou ñ,isso já é outra coisa,e é um direito meu)eu poderia sim,como vc fez,encher o post de termos técnicos,retirados da biblía,do dicionário,ou de um livro especializado,mas essa ñ é a minha intenção,eu quero é q as pessoas entendam de forma clara o que eu quero dizer,msm aquelas q ñ tem tanto conhecimento quanto vc,esse post,ñ é pra dizer,"-Ei vc ai q está lendo,deixe sua fé,e siga a minha!!!",é só pra mostrar o quanto as pessoas são supertisciosas,até msm por uma questão de formação cultural...quanto ao fato de eu reclamar pelos seus comentários ñ é por vc discordar simplesmente do post,mas por ter tentado fazer parecer q eu estou errada no MEU blog,como eu ñ faria no seu(msm tendo esa opção,ja´q web é pública)e quando digo isso,digo sabendo q a web é um espaço público,mas digo sabendo q uma pessoa com o seu vocabulário tão rico,tem completa noção de educação social,ou seja,"eu sei q a rua é pública,mas nem por isso,vou urinar no meio dela", e sem ofensas,foi essa a imprenssão q eu tive,...estou aberta a todo tipo de opinião,mas vc simplesmente pegou o q eu escrevi e REESCREVEU TUDO,baseado em termos técnicos e no SEU CONHECIMENTO E OPÇÃO RELIGIOSA,e isso(religiosidade)ñ é nem de longe o q eu quero passar aqui no meu blog,quero passar informações de uma forma simples,baseado em ESTUDOS feitos sobre todos os aspectos de um assunto,sou ocultista sim(acho q vc conhece o significado da palavra,né?)e sou brasileira,o que significa q assim como vc,tenho formação culto-religiosa baseado em diversas religiões vindas de cantos diferentes do mundo,e por isso msm,respeito a TODAS AS RELIGIÕES,inclusive a sua,....
...(continua...)

cris bonfim disse...

(..ainda falando com o Matheus...)....infelismente ñ gostei do MODO como vc postou sua opinião no meu blog,mas te respeito.O seu blog assim como o meu é um espaço público,mas se eu comentasse nele,incentivando claramente as pessoas a ñ irem a sua igreja,aposto q vc se sentiria ofendido,não?por isso,digo,se ñ gosta,ñ leia,em momento algum falei mal de cristãos no meu blog,ou disse q Jesus ñ é o caminho,a verdade e a vida,disse?disse apenas q algumas pessoas tentam chegar a ele de outras formas q diferem da sua,e isso ñ quer dizer e eu tbm,mas tbm ñ quer dizer q nunca tenha tido um amuleto,assim como vc ou alguém na sua familia já deve ter tido um,feito simpatias,etc...em momento algum disse pra alguém ter amuletos,objetos de devoção,fazerem isso ou aquilo,eu NÃO TENHO ESSE DIREITO,e o fato de outras pessoas acharem q tem,ñ me inspira a achar tbm,mas gosto de ser respeitada,assim,como vc ,estou certa q sua intenção foi boa,mas isso ñ quer dizer q eu esteja aprovando a sua atitude,assim como vc e outros blogueiros,eu gasto tempo estudando,pesquisando em fontes sérias e diversas sobre o assunto q vou postar,tento ter o cuidado de ser imparcial,o q nem sempre é possivel,mas meu blog,foi feito pra compartilhar idéias sobre coisas q são do meu interesse saber um pouco mais,para pessoas q se interessam saber sobre os mesmos assuntos,faço tudo com muito respeito e carinho,por isso fiquei triste,pq se vc quiser escrever sua visão,seu conhecimento sobre o msm assunto,vc tem o SEU ESPAÇO pra isso NO SEU BLOG,e eu jamais vou entrar lá e contrariar vc,msm q eu ache q vc esteja errado,vou escrever no MEU,sei q existem pessoas q gostam de entrar nos blogs alheios só pra avacalhar os posts,mas duvido,q vc seja esse tipo de pessoa,pq vc é cristão,e ñ falo isso com ironia,já fui protestante,como a maior parte de minha familia o é,eu ñ ficaria chateada se um ateu,agisse desse jeito,mas fico por ser uma pessoa religiosa e q é perceptivel,tem conhecimento.Por isso peço,se ñ gosta do meu blog,ou do modo como escrevo,ñ leia,é feito pra quem gosta.

Matheus de Oliveira Souza disse...

...então vou resumir prá ti: 1- você era protestante e conhece bem o que a bíblia diz; 2- de alguma forma jogou tudo o que aprendeu sobre o amor de Deus no lixo e abraçou o ocultismo, que é o estudo das coisas que não vem para a luz, ou seja escondidas; 3- Se fossem coisas boas não seriam "ocultas"; 4- Você pensa poder colocar todo o tipo de pensamento no "seu" blog e, só porque é "seu" ninguém pode discordar de ti; 5- VOCÊ sim acha que só porque a Internet é pública podes dizer qualquer coisa sem ser enfrentada ou contrariada (ou fazer xixi na rua); 6- Você está convidada a postar qualquer comentário sobre qualquer das minhas postagens em meu blog que será bem vinda, mas não me peça prá não comentar no seu, pois é justamente por isso que existem os "comentários"; 7- Mesmo que não goste ou não concorde tenho que dizer que a maneira que vê a religião e as coisas espirituais vão te levar para o INFERNO, e não tenho maneira mais suave ou educada prá te dizer isso; 8- Não são meus os argumentos que usei, são bíblicos; 9- Se quiser continuar discutindo porque você vai pro INFERNO desse jeito, discuta com Mateus, Marcos, Lucas, João, Paulo e Pedro pois foram eles que escreveram. 10- suas "fontes sérias e diversas" que usa em pesquisas não são bíblicas, não são sérias, não são corretas e estão te levando ao erro. Só porque você é brasileira não quer dizer que vai "bater tambor" ou "despachar na encruzilhada" porque a raiz cultural deste país é afro-descendente. A Bíblia deve ser a fonte de teu conhecimento e pesquisa pois somente nela está revelado o amor de Deus e a salvação verdadeira no sangue de Jesus, reservada para ti. Ainda dá tempo de converter-se (mudar a direção) e voltar para Jesus.
Estou orando por ti. Deus te abençoe...

cris bonfim disse...

É Matheus,ñ vou mais gastar meu tempo respondendo vc,todos temos o livre arbitrío e por isso ñ vou de forma alguma ficar discutindo com vc,sua religião,seu valores,são suas escolhas,podem ser bom pra vc,mas ninguém te dá o direito de dizer q isso é certo pra todos,e apezar de ver tudo de forma muito diferente de vc,eu TE RESPEITO,mas vou continuar seguindo minha vida do jeito q eu acho q devo seguir e escrever o q eu acho q devo escrever,quanto a vc,pode ficar metralhando o blog de quem vc quizer,inclusive o meu,se ñ gosta paciência,é um direito seu,ache o q quizer achar..

Matheus de Oliveira Souza disse...

Ok...Deus te abençoe também...
Matheus

Compartilhe

 

©2009 1pouquinhodtudo!!! | SWEET TEMPLATE by 1PDT